CULTURA

  • Jorge Campos

Eles estão de volta



Estes simpáticos rapazes são alguns dos protagonistas da famosa Marcha sobre Roma dos últimos dias de outubro de 1922. A marcha propriamente dita foi uma lástima. Uns 30 mil delinquentes de camisas negras andaram três dias a distribuir porrada com o intuito de impor o estimado Benito, inspirador de Salazar. Claro que os arruaceiros podiam ter sido parados, mas o mínusculo rei Victor Emanuel III cortou-se. E foi o que se viu. 95 anos mais tarde, os fachos estão de volta. Deixaram-se de adereços, andam de fato e gravata, mas usam na mesma camisas negras por dentro. Na Hungria, na Polónia, na Áustria, na República Checa, na Eslováquia, etc. Nalguns casos andam de braço dado com partidos próximos do PPE. Estou em crer que a direita portuguesa não deixará de alertar para a situação. Ou por outra, vamos ver.

161 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo