CULTURA

  • Jorge Campos

Lina e Reinhard, os bons alemães



Podia ser uma espécie de Déjeuner sur l' Herbe, obviamente sem a esplendorosa mulher nua disputada por dois cavalheiros, mas recatado, na estrita observância dos bons costumes das famílias exemplares, logo, do imaginário normal. Temos então Lina, Reinhard e a adorável criança por ambos concebida fazendo prova das virtudes que são a base das sociedades saudáveis. De Lina pouco ficou para memória futura, salvo ter sido casada com Reinhard. Porque Reinhard, esse sim, foi um homem de gestos colossais. Organizou as listas de homens a abater na célebre noite das facas longas, preparou a noite de cristal, construiu campos de concentração, programou o Holocausto e foi o protektor da Boémia - Morávia até que uma acção de partisans lhe rebentou os miolos, deixando Lina viúva e Hitler à beira de um ataque de nervos. Tinha por apelido Heydrich, Schutzstaffel (SS). Passou à história como o Carniceiro de Praga, um dos mais cruéis assassinos da horda nazi. No início, porém, quando esta fotografia foi tirada, em 1934, tudo era absolutamente normal. Era?

157 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo