CULTURA

  • Jorge Campos

Um português singular



Em tempos, houve na RTP um programa chamado O Lugar da História. Era, modo geral, muito interessante. Evocava figuras e episódios marcantes, recuperando a memória indispensável ao conhecimento de quem somos. Em 1998, fiz para O Lugar da História um documentário sobre alguém que não só era um dos meus escritores preferidos, mas também uma das figuras mais fascinantes do século XX português: Manuel Teixeira Gomes, o diplomata e Presidente da I República que um dia se fartou da mediocridade dos contemporâneos, fez as malas e partiu para não mais voltar em vida. Encontrei o filme agora nos arquivos da RTP.

Voltando a vê-lo ao cabo de vinte e tal anos, não me parece mal dentro daquele que era o estilo do programa, conjugando jornalismo e trabalho de criação. Dediquei-o à memória de David Mourão Ferreira, outro grande escritor com quem tive o privilégio de privar e que, pouco tempo antes de falecer, aceitara ser o narrador de um documentário que fiz sobre Miguel Torga. Também pude conhecer Urbano Tavares Rodrigues, uma pessoa encantadora, cujo pai tinha sido secretário de Teixeira Gomes e Victor Vladimiro Ferreira, conhecedor ao detalhe de tudo quanto dizia respeito ao antigo presidente. Quanto a Margarida Tengarrinha, ela sempre teve em Portimão uma relação próxima com a família do biografado e, por sinal, também faz parte da minha família. Os testemunhos de todos eles são preciosos.

Na ficha técnica elaborada pela RTP para os seus arquivos, da qual constam os nomes supra, por qualquer razão, não faz parte parte o do enorme ator João Paulo Costa que leu exemplarmente os textos de Teixeira Gomes. Mas não deve o João Paulo sentir-se melindrado porque o do autor do filme, ou seja, eu próprio, também não consta.

Caso queiram, podem ver o documentário aqui.

211 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O Poeta