CULTURA

  • Jorge Campos

25

Atualizado: Abr 25


Fonte: JUP


em abril, desfizemos a terra nas mãos, desfizemos a cama,

abrimos os olhos sobre o mundo em redor da casa,

despertamos o vento nos ciprestes,

reinventamos o sonho, abrimos as janelas e dissemos coisas

de bárbaros e partimos na vertigem do asfalto rasgado

como se um incandescente raio de sol,

súbito, nos revelasse a palavra,

e fomos.



26 de abril de 1974

635 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

oblivion