CULTURA

  • Jorge Campos

Deus me mandou, entendeu? (fim)

Atualizado: 3 de nov.

Uma retrospetiva brasileira e sul-americana em jeito de BD

1 de novembro de 2022

acabou.


31 de outubro de 2022


dizer que escolher entre Lula e Bolsonaro foi como ter de optar entre o diabo e a peste é um rematado disparate. Bolsonaro é abertamente fascista. ponto. Lula, o ódio de estimação da direita brasileira - e não só... -, é apresentado como paradigma da corrupção. os factos. Lula foi preso sem provas por um juiz parcial. o processo foi de tal forma enviesado que agora é ele, o tal Moro, quem, por via disso, arrisca ir parar ao banco dos réus. sabe-se, hoje, sem margem para dúvida, que o propósito da farsa era justamente evitar a candidatura de Lula à presidência. assim foi. sendo a corrupção na sociedade brasileira endémica e transversal, admito, sem problema, que tenha atingido o PT. atingiu. no entanto, todas as acusações contra Lula caíram. todas. há ainda uma outra questão. Lula é um político hábil, um líder extraordinário. só ele poderia juntar numa plataforma de apoio dez partidos diferentes. por muita rejeição que ainda possa suscitar, mais ninguém teria podido enfrentar e vencer o bolsonarismo. como aconteceu.


30 de outubro de 2022


# 13, saiu o número da sorte! eleito! LULA PRESIDENTE!


29 de outubro de 2022


aí vai a intrépida bolsonarista Carla Zambéila, deputada federal pelo partido do mito, a correr pelas ruas de São Paulo atrás de um lulista que a teria empurrado e feito cair. brava Zambélia! num país em que já há mais armas nas mãos de civis e de milícias do que da polícia, a malta do gangue do bolso mostra como se mantém a ordem. aos tiros, pois claro! que o resto é tudo Venezuela, marxismo cultural e ideologia de género. miúda, és um exemplo! o teu amigalhaço está orgulhoso de ti. reza para que ele não estoure.


29 de outubro de 2022


não sei o que te irá acontecer, rapaz. podes até ser reeleito, que a realidade alternativa já é bem mais popular do que a outra. não fosse o caso, houvesse algum tipo de paradigma da normalidade, e teriam bastado os dois últimos dias da tua campanha para seres despachado de vez para um lugar esconso onde nunca mais ninguém te pusesse a vista em cima. primeiro foi o teu amigo cowboy Bob Jefferson, um cadastrado que se pôs a dar tiros e lançar granadas contra a polícia. depois foi o teu aliado Tarcísio, de São Paulo, outro bandido, que simulou ter sofrido um atentado no bairro de Paraisópolis, logo amplificado teu pelo filhote Carluxo na rede de fake news dele, a tal que produz mentiras embrulhadas em celofane colorido. como se não bastasse, ontem apareceu a maluquinha da tua amiga Carla Zambelli, deputada federal, de arma em riste pelas ruas da cidade a correr atrás de alguém que a teria atirado ao chão, o que se provou ser mentira. rapaz, cuida-te. não há sorte que sempre dure…


29 de outubro de 2022


vi de princípio ao fim o debate da Globo entre Lula e Bolsonaro. até agora acreditei sempre, de forma informada, que nesta coisa dos debates ganha sempre o candidato da nossa preferência. é dos livros. continuo a acreditar. mas ao ver este debate em particular senti um arrepio. como é possível alguém dar um um pingo de crédito a um facínora do calibre do bolso? ele é um mentiroso compulsivo, absolutamente impreparado, ignorante, incapaz de articular duas ideias e, ainda por cima, grosseiro e malcriado. podia estar aqui a explicar demoradamente as razões pelas quais Lula, técnica e intelectualmente, comeu o alarve de cebolada. mas para quê? se há uma legião de tontos de um fascista desta envergadura é porque os tontos da legião são exatamente iguais ao fascista até na envergadura. é assustador. isto pode bem acabar da pior maneira.


29 de outubro de 2022


a minha segunda natureza revelada depois de ouvir o bolso dizer a um jornalista português que não entendia uma pergunta porque não falava espanhol nem portunhol. conheço-me. não tarda, tratando-se de fascistas, vou sentir um impulso incontrolável de passar à fase seguinte.


27 de outubro de 2022


parabéns por mais um aniversário, Lula! que venham muitos mais! é verdade que os tempos estão difíceis e é preciso calma. mas também é verdade que força e determinação não te faltam para ajudares a correr com um tipo a quem a democracia diz zero, que faz da aldrabice e da delinquência o novo normal e que sonha transformar o Brasil num gigantesco estaleiro de rezas fascistas. Lula, não é preciso ser brasileiro para estar contigo, basta ser democrata. no dia 30, que o povo saiba dar-te a prenda que mereces, a prenda que, afinal, será também dele, povo. de todos nós.


24 de outubro de 2022


depois de ter disparado 20 tiros e lançado três granadas contra a polícia federal no Rio de Janeiro, Roberto, o ex-deputado e super-facho amigalhaço do Bolso, foi mesmo dentro. é ler abaixo a história completa. uma coisa me espanta: a condescendência com que estes facínoras são tratados na comunicação social. ou, se calhar, já nem isso me espanta. é o PNC (processo de normalização em curso).


24 de outubro de 2022


o tipo da foto é um fenómeno. um excêntrico. chama-se Roberto Jefferson, é um ex-deputado federal e, evidentemente, um dos amigalhaços do inefável Bolso. o homem tem pinta. vejam só. não gostou da decisão da juíza do Tribunal Superior Eleitoral, Cármen Lúcia, que votou a favor da punição da Jovem Pan Rádio/ TV por ter posto no ar declarações ofensivas e falsas sobre Lula. o Roberto ficou fulo. gravou logo um vídeo para as redes sociais. assim: “Ela lembra mesmo aquelas prostitutas, aquelas vagabundas, arrombadas, que viram para o cara e dizem: Benzinho, no rabinho é a primeira vez”. isto, evidentemente, é só uma amostra... por esta e por outras, não admira que o genial Roberto, aliás em prisão domiciliária, seja visitado volta e meia pela Polícia Federal como voltou agora a acontecer. só que o homem tem o sangue na guelra: lançou três granadas e disparou contra os agentes ferindo dois deles. olé! moral da história: o Bolso diz que nem sequer o conhece; o problema é que nas redes sociais estão a sair montes de fotografias de ambos em belas amenidades

22 de outubro de 2022


Carlos Bolsonaro - ou carluxo como é conhecido na seita bolsonímica - está em maus lençóis. é ele quem, pelos vistos, tem a maior quota de responsabilidade na campanha de papai. é apontado como sendo o cérebro da colossal rede de fake news que alimenta o mundo paralelo do mito. pois bem, o carluxo está a ser investigado. se a coisa der para o torto, provavelmente, vai ter de antecipar a estadia em Miami. nesta sexta-feira, o tempo de antena de papai trouxe mais uma novidade de abrir a boca de espanto: Lula e Haddad, ao invés de apoiarem o povo brasileiro, planeiam construir o metro São Paulo-Caracas num sinal de apoio à Venezuela de Maduro. mais ou menos na mesma altura, o Supremo Tribunal Eleitoral concedia a Lula 186 - 186! - direitos de resposta no tempo televisivo de Bolsonaro. há ainda um outro dado curioso. a Brasmarket, uma empresa de sondagens que já tinha dado como certa a vitória do mito à primeira volta, trata agora de acentuar o fosso que o separa de Lula, dando como inevitável a sua reeleição. quem mexe os cordelinhos na Brasmarket, quem é? carluxo, seu marotinho...


17 de outubro de 2022


quando as coisas começam a dar para o torto é quando os bandidos se reagrupam. o da direita, o juiz corrupto Moro, violou todos os códigos processuais para incriminar Lula e evitar que ele se candidatasse à presidência há quatro anos. Lula foi condenado sem provas e esteve preso. Bolso, um fascista sem disfarce, ganhou as eleições e retribuiu o trabalho sujo do outro oferecendo-lhe a pasta da justiça no governo mais imbecil que o Brasil alguma vez conheceu. a dada altura, as criaturas zangaram-se. Moro acusou Bolso de interferir com as polícias para evitar investigações junto do seu suspeitíssimo gangue familiar. apaparicado pelo amigo americano, fez de conta que batia com a porta. agora, o juiz corrupto e o fascista sem disfarce andam de novo aos beijos e abraços. Moro foi conselheiro durante o debate em que se pôde assistir, sem filtro, à exibição de tudo quanto de pior o repugnante Bolso é capaz. percebe-se bem, ganhando Lula os dois delinquentes vão ter muito que explicar...


5 de outubro de 2022


a principal Convenção da Igreja neopentecostal de São Paulo não está para brincadeiras. os pastores que “defendam, pratiquem ou apoiem” ideias de esquerda serão severamente punidos. a razão é simples. o “posicionamento de esquerda”, diz a Igreja, corresponde a uma “cosmovisão contrária ao Evangelho e aos preceitos éticos e morais defendidos pela Assembleia de Deus”. porquê? porque, entre outras malfeitorias, a esquerda é pela “desconstrução da família tradicional”, a “legalização do aborto” e a “erotização das crianças”. esta gente apoia, evidentemente, o mito, na foto acompanhado pelo chefe da Convenção, o pastor Wellington. entretanto, no mesmo dia em que os evangélicos neopentecostais anunciavam estas pérolas, Bolso comemorava numa loja maçónica o dia do golpe de 1964 que instalou a ditadura militar no Brasil. também não surpreende. mas há um problema. a tal igreja do Bolso proíbe aos seus fiéis pertencerem à maçonaria. admito que nova Convenção possa resolver o conflito...


3 de outubro de 2022


nada está ganho, nada está perdido, tudo se conquista. com calma, tenacidade, perseverança e muita prudência. força Lula, vamos barrar o caminho ao bolso!


1 de outubro de 2022


ao que parece o bolso está bem na vida. segundo a imprensa brasileira, nos últimos 30 anos, o seu clã comprou 107 imóveis, dos quais 51, mais recentemente, em dinheiro vivo. o presidente esclareceu que não se tratou de dinheiro vivo, mas sim de "moeda" corrente". 17 dos 51 imóveis adquiridos em "moeda corrente" metem os gabinetes dos filhotes Carlos e Flávio, e estão a ser investigados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. entretanto, o Tribunal da Justiça Federal deu provimento a uma queixa de Flávio, mandando retirar todas as notícias e reportagens sobre o assunto. como se vê, nestas coisas, o mito não se fica. tanto assim que no segundo ano do seu mandato, era ministro da justiça o extraordinário Moro anti-corrupção, engendrou uma coisa chamada Orçamento Secreto que permite esconder gastos suspeitos de milhões do orçamento federal por deputados e senadores em obras, compra de equipamentos, saúde e mais umas quantas tentações. o sigilo é por... 100 anos. por isso, no último debate entre os candidatos, Lula disse que, sendo eleito, faz imediatamente um decreto para acabar com o Orçamento Secreto. e saber o que lá está, diria eu.


29 de setembro de 2022


jejum pelo mito e praias a render


a primeira dama, Michelle, a 2 de setembro, fez este post bizarro: "Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra". a bizarria era uma manifestação de apoio à campanha de pastores evangélicos para 30 dias de jejum a favor da reeleição do marido. não sei se os fiéis fizeram jejum ou não. sei que hoje um enxame de jovens pastores e influenciadores exortou os crentes a rezar intensivamente - e a fazer jejum, claro - até ao dia 2 para garantir a vitória do mito enviado por deus. a primeira dama também voltou a sair à estaca nas redes sociais. ela quer agora jejum de 12 horas para "livrar" o Brasil das "fraudes" e das pessoas corruptas que "saquearam" o país. a mensagem concluía de forma ditirâmbica: O Brasil é do Senhor Jesus! entretanto, o fabuloso super ministro e génio financeiro Paulo Guedes descobriu a receita infalível para atirar o país para o topo: vender as praias brasileiras.


28 de setembro de 2022


Lula à primeira volta


quem segue de perto a política brasileira e da América do Sul sabe que uma vitória de Lula é fundamental para a democracia. aliás, no fundo, todos sabem isso, salvo, evidentemente, aquela gente - e não é pouca - que vive na bolha fascista, muitas vezes sem sequer disso ter consciência. o bolsonarismo existe numa realidade alternativa. gosta de facínoras que enchem a boca de disparates. alimenta-se do ódio ao outro. pode simplesmente matar como se vê pelos assassínios nas últimas semanas de partidários de Lula, com se viu com o massacre de populações indígenas na Amazónia, como se viu com Marielle Franco, cuja morte nunca foi esclarecida. ontem ouvi um sujeito de nome Ricardo, dirigente de uma associação brasileira em Portugal, bolsar insultos e deitar mão da última moda da extrema-direita, ou seja, se o "ex-presidiário" ganhar é porque as eleições foram fraudulentas. pouco depois apareceu um tipo de péssima catadura, um tal Olavo, general brasileiro aposentado, que veio dizer que nunca o Brasil esteve tão bem. segundo ele, "o que se diz aí em Portugal é tudo mentira". se o Bolso perder, foi avisando, não aceitará os resultados e tudo fará para reverter a situação. legalmente, esclareceu o Olavo... estes dois da foto são dois candidatos em perda nos estudos de opinião. sendo democratas, estando em jogo o que está, é difícil de entender insistirem em comparar Lula a Bolsonaro. Ciro Gomes, inclusivamente, já disse não apoiar Lula na eventuaiidade de uma segunda volta. a verdade é que, vencendo já no domingo, Lula pouparia ao Brasil um mês terrível entre turnos, de consequências imprevisíveis, como facilmente se poderá prever.


24 de setembro de 2022


Bolsonaro voltou a insinuar que só entrega o poder "desde que tenhamos eleições limpas". em guerra com o presidente do Supremo Tribunal Eleitoral Alexandre de Moraes, o homem entrou em roda livre. dispara contra tudo o que mexe. ocupados com a guerra que travam com a Rússia na Ucrânia, os Estados Unidos é que, pelo menos por enquanto, parecem não estar interessados em mais confusões. na passada quarta-feira, dia 21, o chefe da embaixada americana no Brasil, Douglas Koneff, comunicou a Lula que o seu país se prepara para reconhecer imediatamente os resultados eleitorais, quaisquer que eles sejam. é inédito. mas, ainda bem. é um tiro no Bolso. e também apanha por tabela o agora desesperado Ciro Gomes, cuja campanha contra o PT entrou na órbita do delírio. entretanto, no lugar do Lula, eu seria muito, muito cuidadoso...


12 maio 2022


Vargas Losa tem tanto de grande escritor quanto de ultra-reacionário. recentemente apoiou os candidatos de extrema-direita quer no Chile (Kast) quer no Peru (Fujimoro). em Espanha, manifestou-se a favor do VOX e foi implacável a pedir a prisão dos independentistas catalães. agora, apoia Bolsonaro contra Lula no Brasil fazendo de conta que leva a sério os procedimentos do juiz Moro. Vargas Losa faz-me lembrar Aleksandr Soljenítsin que há algumas décadas foi endeusado como "génio" e "combatente da liberdade". autor do famoso Arquipélago do Gulag, Soljenítsin não tem a envergadura literária do Nobel peruano, mas isso é apenas a minha opinião. facto é que quando se mudou para o "mundo livre" deixou enregelada a multidão de incondicionais: pôs-se a elogiar as ditaduras de Franco e Pinochet. depois, o homem foi sumindo... hoje, dada a normalização em curso dos fascistas, seria menos comprometedor. Vargas Losa que o diga.


4 de abril 2022


deixou de ser candidato, foi-se


ao fim de 141 dias como putativo candidato à presidência do Brasil, o famoso justiceiro Sérgio Moro saiu de cena. não resistiu às sondagens sempre em baixa nem a sucessivos escândalos que têm alimentado o dia a dia de uma imprensa em tempos entusiástica dos seus atropelos. a queda de Moro deixa inconsoláveis os amigos dos mercados financeiros e da fraude do lavajatismo. na verdade, a direita brasileira, que é agora do centro, apesar de adorar os dislates de Bolsonaro - não pode dizê-lo -, está a braços com um problema. perdido o trapaceiro, quem poderá perfilar-se para levar a cabo essa tarefa hercúlea à qual chama "terceira via", ou seja, fazer a quadratura do círculo?


25 de janeiro 2022


guru da extrema-direita e da família Bolsonaro, Olavo de Carvalho morreu. estava internado num hospital de Richmond, nos Estados Unidos. auto intitulado Doutor em Pensamento, terraplanista, partidário de milícias digitais, patrocinador de factos alternativos, criador de realidades paralelas, mestre em pós-verdade, negacionista das alterações climáticas e da crise pandémica, Olavo de Carvalho, segundo a filha Heloisa de Carvalho, morreu de Covid 19. tinha 74 anos. "Que Deus perdoe ele de todas as maldades que cometeu", disse ela.


9 de Janeiro de 2022


2022 poderá ser o ano da América Latina. contra tudo e contra todos. Boric toma posse no Chile dentro de 60 dias. Lula poderá ser presidente do Brasil dentro de 263 dias. daqui a duas semanas Xiomara Castro toma posse nas Honduras. e Gustavo Petro deverá ser eleito na Colômbia daqui a 140 dias. o mapa da América Latina muda por completo. nas urnas. fora delas, vamos ver... é uma longa história.

911 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo